Trabalhar como freelancer no UpWork: o que você precisa saber

Trabalhar como freelancer no UpWork pode ser uma das maneiras mais sensatas e profissionais para buscar projetos bem remunerados e usufruir da possibilidade de trabalhar do seu escritório em casa – home office. O portal oferece uma estrutura e layout amigável para navegação, e possui diversas categorias para você encontrar o trabalho que procura. Uma das vantagens de usar o portal trabalhando a partir do Brasil é você ser remunerado em dólares americanos, moeda super valorizada aqui.

Leia mais:
Trabalhar em casa: Como começar?
6 dicas para organização e decoração do seu home office
Dicas para otimizar seu tempo e manter-se organizado

O portal funciona como uma rede social para freelancers. O cliente publica a oferta de trabalho e você entra em contato com ele para se aplicar ao job. Se o cliente gostar de você, você passa por uma entrevista com ele e, posteriormente, acertam os detalhes do projeto. Tem trabalho para todo tipo de freelancer: designer, programador, tradutor, gerador de conteúdo, analista de marketing digital, diretor de arte, editor de vídeo e muito mais. Basta você procurar. Para trabalhar no UpWork, é necessário você ser fluente em inglês, minimamente para poder conversar com o cliente e entender o trabalho. Se você tiver uma boa base, já consegue se virar.

Basicamente 3 passos para começar a trabalhar no UpWork:

  1. Criar uma conta no UpWork e personalizar seu perfil
    Você cria sua conta usando seu email pessoal. Depois, começa a editar seu perfil no UpWork. Escolha uma foto sua que você goste e represente você profissionalmente. Na sua descrição, é importante colocar toda sua trajetória e experiência de trabalho, seja lá qual for, desde que seja relevante para conseguir passar confiança e credibilidade. Coloque também suas habilidades. O que você faz bem feito? O que você tem de diferencial? É hora de vender seu peixe. É aqui que seu futuro cliente vai pegar a maioria das suas informações e decidir sobre contratar você ou não.
  2. Adicionar seu portfólio
    Sabe aquela frase, “eu só acredito vendo”? Pois é, esta é a função do seu portfólio. É importante você mostrar os trabalhos mais legais que você já fez. Lembre-se: quantidade não é sinônimo de qualidade.
  3. Comece a procurar por trabalho no UpWork
    E agora, mão na massa! O sistema do UpWork funciona assim: você busca pelo trabalho que está disposto a realizar, capta as informações e faz uma proposta ao cliente. Na proposta, você vai definir seus detalhes e condições. Vai estipular preço (por hora ou por trabalho), tempo para realização do trabalho e outras condições. É importante também anexar um pouco do seu portfólio quando mandar sua carta de apresentação ao cliente (em breve vou escrever um artigo específico sobre como escrever uma boa cover letter para o UpWork). Se ele gostar de você, ele vai te chamar para conversar via sistema de mensagem do UpWork. É importante saber: o UpWork trabalha com um sistema de conexões. Essas conexões são “créditos” para você poder enviar propostas para clientes. A cada proposta enviada, é consumido em média 2 conexões. Se você for um usuário grátis, ganha 60 conexões por mês. Todo mês renova. Se for um usuário pago ($10 dólares por mês), você tem 70 conexões por mês e algumas outras vantagens. 

Como receber pagamentos do UpWork no Brasil?

O UpWork só libera seu pagamento após a entrega do seu trabalho e aprovação do cliente. Após aprovar, o cliente paga ao UpWork, pois ele é o intermediador, e depois o UpWork repassa pra você. Detalhe: eles cobram comissão a cada pagamento.

Quando você tiver saldo na conta do UpWork, pode escolher como quer retirar. O PayPal é uma ótima opção. E funciona basicamente assim: UpWork > PayPal > Sua conta bancária.

Basicamente é isso que você precisa saber para começar a trabalhar no UpWork. Comente o que achou do artigo. Se tiver mais alguma dúvida, por favor, fique a vontade para perguntar!

Comentários

Comentários

More from Arlan Bonatti

Estantes decoradas – Inspire-se com decorações criativas para seu quarto

Todo dia olhando para o mesmo quarto não dá, né? Nós, blogueiras,...
Read More