Técnicas e Tratamentos para Parar de Fumar

Pois é meninas: A personagem de Grazi Massafera está dando um show de conscientização sobre o uso de droga. Na foto acima, vemos como a aparência física de uma pessoa dependente pode mudar. Imagina o que não acontece com a saúde de todo o corpo.

Para começar, vamos falar sobre o cigarro. Para os que tentam parar de fumar é nítida a sensação que não é tarefa fácil. Mas, os dados do Ministério da Saúde apontam esperança, já que segundo a pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico, Vigitel, o percentual correspondendo aos fumantes no Brasil foi de 16,2% em 2006 para 14,8% no ano 2012. 

Métodos que Auxiliam a Parar de Fumar
Existem muitos métodos para optar para largar o fumo, da parada repentina até suporte de produtos com base em nicotina, as denominadas terapias de reposição.

E muitos fatores têm influência na seleção do método, sendo exemplo motivação, medos acerca de parar de fumar e ansiedade. O tratamento efetivo abrange a abordagem de 3 fatores, o físico, o psicológico e o comportamental

Já que além do contorno da abstinência como fator físico, é necessário quebrar o vínculo do cigarro das emoções como estar alegre de fator psicológico, e destruir o vínculo com hábitos como beber café, em relação ao fator comportamental. E apenas uma avaliação médica com critério consegue mostrar o tratamento adequado para cada indivíduo

São métodos disponíveis o chiclete de nicotina, a pastilha de nicotina, adesivo de nicotina, spray nasal de nicotina, bupropiona, parada de modo abrupto, parada gradualmente, e cigarro eletrônico.

Parar de Fumar de Forma Abrupta

Determinados indivíduos escolhem por não utilizar qualquer tipo de terapia ou medicamento para parar o vício, escolhendo somente por parada imediata, que se resume a marcar uma data para abandonar o vício, e quando a data chegar, não ter qualquer cigarro a disposição, e parar o uso do mesmo.

Neste caso, é fundamental que o paciente tenha acompanhamento psicológico, para alcançar a abstenção do tabagismo realmente, sem voltar ao vício. Os efeitos colaterais principais de cessar de forma imediata podem se resumir à ansiedade e ganho de peso.

Parar de Fumar com Bupropiona

De modo original antidepressivo, tal medicação teve aprovação por Food and Drug Administration, FDA, para tratar tabagismo. O efeito em combater o tabaco teve descoberta nos estudos para verificação dos seus efeitos contra depressão. Os participantes afirmavam redução da vontade de fumar.

Não como as terapias de reposição da nicotina, os fumantes devem começar a utilização da bupropiona uma semana anteriormente à abstinência. Esta tem administração através de comprimidos via oral, e atua no sistema nervoso central, sem recomendação que o indivíduo fume no decorrer do tratamento.

Os efeitos colaterais determinados mais comuns se resumem à agitação, boca seca, dor de cabeça e insônia. Os especialistas ressaltam que a bupropiona pode ser utilizada junto com mais terapias de reposição, sendo exemplo chiclete de nicotina, porém independente de ser usada de forma individual ou não, necessita que o médico acompanhe.

Via: Biosom

Comentários

Comentários

Written By
More from Biosom

Dislexia – diferenças entre homens e mulheres

Nossa personalidade feminina é peculiar por um motivo: somos mulheres. Por se ridiculamente óbvio,...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *