Gratidão!

Todo final de ano, especialmente nos dias após o natal, que antecedem o tal do “ano novo”, sinto uma nostalgia, me pego fazendo uma revisão dos acontecimentos, como que para o fechamento de um ciclo, e ah, claro, junto com aquele velho desejo de que com o novo ano, tudo se renove!

            No retrospecto de mais um ano que termina, percebo como as coisas mudaram, fluíram em minha vida, entendo que quando a gente se livra do que nos prende, podemos sim voar, ainda que os pés permaneçam no chão. Percebi que o que faz diferença e dá cor aos nossos dias, são as pessoas que levamos com nós em nossas vidas, em nossos corações.

            2016 foi o ano em que percebi que, as coisas podem mudar sim, e a probabilidade  de que mudanças aconteçam é muito grande quando a gente deseja algo de todo o coração! Paro para pensar sobre os desejos que tinha ao iniciar 2016, e vejo como eles se concretizaram, talvez não da forma que eu imaginava, mas com certeza de forma muito melhor!

            Por muito tempo me senti observadora da minha vida, e concluo o ano de 2016 com a sensação de ter vivido: vivido cada momento, cada história, vivido tudo que as minhas escolhas me proporcionaram! E posso dizer sem nenhuma dúvida, que termino este ano com o sentimento de gratidão no coração. Gratidão por todos os momentos e histórias, por todos os anjos que Deus colocou na minha vida, os quais hoje chamo de amigos!

            Para 2017 me pego a construir os novos desejos e objetivos, com a certeza de que tudo correrá bem, porque quando o coração fala, o universo conspira a favor, coopera para o bem! Finalmente aprendi que o plantio é livre, mas a colheita é obrigatória.

            Desejo que ao ver o relógio marcar 00h00min do dia 31, você pense bem no que plantará, e que semeie com o coração! Feliz ano novo, paz e muito amor! Obrigada, muito obrigada!

Leia também: Você atrai o que transmite! 

Comentários

Comentários

Tags from the story
, ,
More from Naiara Floriano

Como me reencontrar?

De repente, o tempo começou a passar rápido demais, o relógio está...
Read More