Como lidar com a tristeza da nostalgia?

Esses dias eu estava ouvindo uma música que lembrou-me muito meu antigo emprego, e consequentemente minha mãe, que sempre me levava lanches lá e fazia meu almoço. Senti-me despedaçada, sério, e percebi que a nostalgia pode acabar com o nosso animo em um piscar de olhos. Mas, como lidar com isso?

Eu acredito que, ainda mais nessa época de início de ano novo, as lembranças de tudo que fizemos e vivemos vem a tona de uma maneira avassaladora. Acho que o que nos resta é lembrar das coisas boas. As vezes dói no peito perceber que a nossa vida mudou tão loucamente, se a gente para pra pensar em tudo que mudou, desde um ano atrás, a gente consegue perceber que as coisas passam, e rápido.

Como diz a música da Pitty: “É claro que somos as mesmas pessoas, mas pare e perceba como o seu dia-a-dia mudou. Mudaram os horários, hábitos, lugares, inclusive as pessoas ao redor.” E muitas vezes nos damos conta disso tarde demais. Sem ter dado aquele abraço, sem ter dito aquele te amo.

Mas acho que agora aprendi a fórmula para não sofrer com a nostalgia: faça seu presente valer a pena. Ame mais, entregue-se mais, aproveite mais! Aproveite seu atual emprego; aproveite o seu almoço; aproveite a companhia daquela pessoa; aproveite o seu suco; aproveite sua tarde; aproveite! Para quando a nostalgia bater, você se sentir realizado!

Não digo que sentir saudade é algo ruim, mas aquela saudade de estar em algum lugar e não ter feito alguma coisa, daí sim é ruim. Nós seres humanos nos preocupamos demais com o futuro, choramos de saudade do passado e sempre esquecemos do presente. Precisamos urgentemente entender que a vida é o agora, e valorizar isso.

Quanta coisa boa e divertida você deixou de fazer e viver porque simplesmente estava chorando pelo passado? Precisamos acordar, aprender a viver, renascer. Antes que seja tarde.

Pensem nisso! O presente vale mais a pena! 😉

Comentários

Comentários

Written By
More from Camila

“13 reasons why” o que há de positivo e negativo?

Segundo fontes do ClicRBS, a série "13 reasons why" pode nos proporcionar...
Read More

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *