A vida é imprevisível

Nessa vida passamos por momentos bons, ruins, embaraçosos e engraçados, vou compartilhar com vocês uma situação um tanto quanto peculiar que passei em meados de 2014. O inusitado é demais!

“Aí chega o feriado, pego o ônibus tranquilamente com destino à Blumenau às 14H30, até aí tudo bem. Quando estou na metade do caminho, já irritado com os 40º e o trânsito parado, senta-se ao meu lado um garotinho, devia ter uns oito anos, ele carregava uma sacola com um edredom dentro, deitou-se em cima e começou a dormir. De repente comecei a sentir a sua cabeça encostando gradativamente no meu braço (lembrem-se que o calor era infernal e o garotinho suava muito), até eu ficar quase imóvel, ele tomou conta da metade de mim, praticamente deitou no meu colo. O ônibus chacoalhou e eu aproveitei para dar um cutucão, ele acordou assustado e ficou olhando para os lados com cara de interrogação e voltou a dormir, dessa vez com a cabeça encostada no próprio banco, porém pra minha infelicidade, comecei a senti-lo novamente, dessa vez era no meu ombro, dormiu profundamente na porra do meu ombro, sonhou, roncou e até babou, reparei as pessoas ao meu redor rindo da situação, eu que já estava descrente do que estava havendo, comecei a rir também. Quando eu estava chegando ao meu destino final, eu acordei-o e disse-o que não poderia mais dormir no meu ombro, porque eu iria descer, ele ficou envergonhado e eu perguntei:

-Estava bom dormir no meu ombro ?

Menino:
-Ô, foi o melhor ombro que eu já dormi!

No final das contas em vez dele me pedir desculpas, eu que o agradeci pelo elogio. Hahahahaha”

São situações como essa que nos fazem enxergar a vida de outra forma,  de entender que há sim um jeito para driblar as desventuras do dia a dia e ser feliz sendo nós mesmos. 🙂

Comentários

Comentários

Written By
More from Erik Mak

O amor é impopular

Aaaah o amor, sentimento impopular que causa dor, alegria, ciúme e saudade,...
Read More